Skip to content

Game of Thrones 2×09: Blackwater

28/05/2012


Que o episódio dessa semana era o clímax da temporada, com uma batalha anunciada há vários episódios e uma possível virada após os capítulos “lentos” vistos antes, todo mundo já sabia. A boa notícia é que o episódio não decepcionou nem um pouco e foi com certeza o melhor desta segunda temporada. Uma hora que passou como se fossem poucos minutos, algo bem raro de ver por aqui, e focando em apenas um dos diversos núcleos e um acontecimento praticamente em tempo real, a série conseguiu um nível de envolvimento e tensão incomparáveis.

Tudo bem que algumas cenas de batalha, principalmente aquelas situadas logo após o desembarque de Stannis e sua tropa, poderiam ter sido melhor dirigidas, já que em alguns momentos não dava pra entender exatamente o que estava acontecendo. Mas no geral foram sequências muito bem feitas, desde a explosão com o fogo vivo, resultando numa imagem assustadoramente bela, até a chegada da cavalaria de Tywin Lannister.

Seu filho Tyrion mostrou-se novamente um bom estrategista e um bom líder, mas ficou difícil lidar com adversários mais numerosos e mais bem preparados, ainda mais depois que seus soldados perderam a presença do Rei e até do chefe da guarda real. Se o povo de King’s Landing já odiava Joffrey, imagino que consequências a sua postura medrosa e covarde nesta batalha provocará perante sua corte e seus soldados. E confesso que fiquei um pouco sem entender as razões da rápida debandada de Sandor Clegane e sua proposta de ajudar Sansa.

Mas o roteirista desse episódio, que por sinal é o autor da obra original, sabia que Game of Thrones é muito mais do que uma simples guerra e tratou de alternar as cenas de ação com Cersei apavorada e bêbada ameaçando Sansa e as demais mulheres que seriam vítimas de um “grande sofrimento” caso Stannis ganhasse a batalha. Se sóbria Cersei já é fria e intimida qualquer um, alcoolizada e sem papas na língua a personagem gerou um misto de pena e medo, num ótimo momento da atriz Lena Headey.

Será difícil o season finale alcançar o nível de excelência visto aqui, mas se conseguir pelo menos aproveitar suas consequências e deixar ganchos interessantes para TODOS os personagens, eu me dou por satisfeito.
.

Também poderá gostar de:
Game of Thrones 2×08: The Prince of Winterfell
Game of Thrones 2×06: The Old Gods and the New e 2×07: A Man Without Honor
Game of Thrones 2×05: The Ghost of Harrenhal

4 Comentários leave one →
  1. 28/05/2012 22:11

    Sandor Clegane arregou da luta pelo seu trauma de infância do fogo que o desfigurou. As cenas em que ele alerta o arqueiro de manter as flechas em chamas longe, bem como a cena em que ele fala para Sansa que quer ir para qualquer lugar que não esteja queimando confirmam isso.

    Acredito que ele quis levar Sansa embora porque se cansou de ser liderado por um palermão feito Joffrey (“Fuck the Kinsguard. Fuck the city. Fuck the King”). Levar Sansa embora (SPOILER NOS PARÊNTESES: ou tentar, já que ela se recusa a ir e vai acabar, pasmem, casando com Tyrion) parece ser um ato de redenção.

    • 28/05/2012 22:40

      Breno,

      Brigadão por esclarecer, eu tinha pensado na queimadura dele, mas fiquei sem entender mesmo. E sobre a Sansa, tudo que vc falou fez sentido, só achei a mudança brusca demais. Obrigado por comentar.

Trackbacks

  1. Game of Thrones 2×10: Valar Morghulis « Melhores Coisas
  2. VEEP – primeira temporada: melhores momentos « Melhores Coisas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: