Skip to content

Filmes assistidos – abril de 2012

17/05/2012

ALIEN 3 (Idem, David Fincher, EUA, 1993) — Tem toda uma ambientação peculiar e um final apoteótico bem corajoso. Mas o roteiro foi visivelmente reescrito várias vezes e os personagens e situações são todos meio canastrões, tirando Ripley, claro. Nota6
.

ALIEN – A RESSURREIÇÃO (Alien Ressurrection, Jean-Pierre Jeunet, EUA, 1997) — Investe na ação e nos efeitos especiais, encontrando raras cenas com alguma relevância. Peca ainda na abordagem da “nova Ripley” e na criação de uma espécie híbrida. Nota 5.
.

AMERICAN PIE: O REENCONTRO (American Reunion, John Hurwitz e Hayden Schlossberg, EUA, 2012) — Como em todo reencontro, há por trás uma nostalgia e um discurso sobre o tempo e mudanças de perspectivas. Este aqui só acerta pontualmente quando consegue extrair algo disso, mas como comédia, falha totalmente. Nota 4
.

À TODA PROVA (Haywire, Steven Soderbergh, EUA, 2012) — É apenas uma grande besteira com um roteiro batido e Gina Carano, com o perdão do trocadilho, faz sempre a mesma cara. As cenas de luta são muito cool e a maioria do elenco também, mas nada que valha muito a pena. Nota 4.
.

EU RECEBERIA AS PIORES NOTÍCIAS DOS SEUS LINDOS LÁBIOS (Idem, Beto Brant, Brasil, 2012) — Camila Pitanga traz a atuação do ano, com uma personagem densa e cheia de nuances. Pena que o filme pareça demais cinema “de autor” em alguns momentos, utilizando a digressão, a quebra da quarta parede e não consiga encaixar bem o contexto social em que se passa a história. Nota 6.
.

O EXORCISTA (The Exorcist, William Friedkin, EUA, 1973) — Uma história sobrenatural contada de forma realista, direção extremamente inspirada e roteiro preciso. Além de um vilão aterrorizante e inesquecível. Nota 8,5
.

HABEMUS PAPAM (Idem, Nanni Moretti, Itália, 2011) — Moretti trouxe um olhar irônico e divertido sobre o Vaticano, sem muita preocupação com a verossimilhança mas cheio de acidez. O arco do protagonista deixa um pouco a desejar mas nada que comprometa. Nota 7,5
.

AS IDADES DO AMOR (Manuale d’am3re, Giovani Veronesi, Itália, 2011) — Essa comédia romântica italiana é cheia de esterótipos e praticamente não tem graça. As três histórias são tolas e Robert De Niro e Monica Belucci estão desconfortáveis em papéis insípidos. Nota 3
.

JOVENS ADULTOS (Young Adult, Jason Reitman, EUA, 2011) — Charlize Theron brilha  como uma mulher que a gente deveria odiar mas acaba morrendo de pena. É uma comédia dramática amarga e até um pouco triste, os diálogos são ótimos e a direção de Reitman não decepciona. Só podia ter um pouco mais de charme. Nota 7
.

UM MÉTODO PERIGOSO (A Dangerous Method, David Cronenberg, EUA, 2011) — Um filme que poderia ir fundo no assunto da psicanálise tornou-se um amontoado de diálogos entediantes, abordagem superficial e atuações ora exageradas (Keira Knightley) ora preguiçosas (Michael Fassbender). Nota 4.
.

PARAÍSOS ARTIFICIAIS (Idem, Marcos Prado, Brasil, 2012) — Os diálogos são fracos e há um certo excesso de viagem lisérgica. Mas a montagem encadeia com perfeição os diferentes momentos de uma história de encontros e descobertas pautada pela música eletrônica. Nota 7,5
.

A PERSEGUIÇÃO (The Grey, Joe Carnahan, EUA, 2012) — Possui uma boa atmosfera de tensão e terror que lembra slash movies usando lobos como vilões. Pena que no terço final o roteiro utilize um melodrama desnecessário e a tentativa de dar um background para os personagens falha quase todas as vezes. Nota 6
.

QUEM SE IMPORTA (Idem, Mara Mourão, Brasil, 2012) — O tema central deste documentário, acerca do empreendedorismo social, é bastante digno e oportuno. A diretoria acerta na hora de escolher figuras que tratam de assuntos diversos, mas peca no excesso de personagens, resultando na falta de foco. Nota 6
.

TITANIC (Idem, James Cameron, EUA, 1997) — O 3D é apenas uma desculpa para rever essa obra-prima, que, mesmo com alguns problemas, continua emocionante, grandiosa e impressionante. Nota 9,5 (texto completo)
.

OS VINGADORES (The Avengers, Joss Whedon, EUA, 2012) — Tem um senso de humor adorável, acerta na interação entre os personagens e parte técnica bastante competente. Mas falta uma tensão e uma profundidade que façam com que a gente se importe com aquilo tudo. Nota 7,5
.

XINGU (Idem, Cao Hamburger, Brasil, 2012) — É perceptível o carinho e o cuidado na abordagem de uma história real bonita, direção inspirada, trilha sonora e fotografia lindíssimas e elenco inspirado, com destaque para João Miguel. Apenas os personagens mereciam um tratamento melhor. Nota 7
.

Também poderá gostar de:
Filmes assistidos – março de 2012
Filmes assistidos – fevereiro de 2012
Filmes asssitidos – janeiro de 2012

7 Comentários leave one →
  1. 21/05/2012 11:41

    Gostei bastante de Alien 4, mas realmente ele seria melhor se tivessem bolado alguma coisa diferente da clone de Ripley.
    Alien 3 também é ok, talvez não pelo padrão de Fincher, mas como você notou, ele não teve controle quase nenhum durante e após a produção.

    • 21/05/2012 20:30

      Alien 3 dá a sensação de que poderia ser um filme muito bom, mas algo deu errado no meio do caminho. Além do roteiro, a montagem também é cheia de problemas.

  2. 26/05/2012 12:00

    Tô querendo muito ver Paraísos Artificiais. Não sei, mas o filme me chama a atenção. Fui ver Os Vingadores muito cansado. Dormir meia-hora com o filme sendo exibido, mas acompanhei o clímax. Até que não foi de todo mal.

    • 26/05/2012 19:31

      Paraísos é um filme de cheio de problemas, mas no conjunto o saldo é bem positivo. E Vingadores é divertido, mas esquecível no segundo seguinte.

Trackbacks

  1. Filmes assistidos – maio de 2012 « Melhores Coisas
  2. Filmes assistidos – maio de 2012 « Melhores Coisas
  3. Filmes assistidos – junho de 2012 « Melhores Coisas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: