Skip to content

Game of Thrones 2×01: The North Remembers

02/04/2012


Quase 10 meses de espera, hype crescente, livros virando best-sellers, uma estreia mundial histórica por parte da HBO e a premiere da segunda temporada de Game of Thrones não decepcionou nem um pouquinho. Houve aqui uma fala da Lady Stark finalizando sua longa conversa com o filho que simboliza bem como essa estreia: “There’s a king in every corner now.” São vários grupos se movimentando na disputa pelo trono, ora por direito, ora por oportunismo, mas todos inseguros sobre suas ações e incertos daquilo que ainda está por vir.

Fomos finalmente apresentados a Stannis Baratheon e sua corte, depois que a verdade sobre a paternidade de Joffrey correu o mundo. Ele é o próximo na linha de sucessão depois da morte do Robert e, portanto, aquele que tem de fato direito ao trono. Pouco se sabe sobre o personagem, ele é sério e burocrático e dá a impressão de que faz parte apenas de um jogo político e não deseja realmente o título de rei. No entanto, o que mais intriga aqui é o tipo de ritual religioso do qual participou, liderado pela estranha mulher que parece não ser bem quista por ninguém ali. Só sei que ouvir repetidas vezes “For the night is dark and full of terror” foi tenso.

O sempre prepotente (e exageradamente afetado) Joffrey pode não saber mas é um rei manipulável. A pouca experiência de vida e a herança ao trono lhe dão a sensação de que as coisas só acontecem porque ele quer. Sansa deixou de ser uma menina irritante e já percebeu que consegue conduzir seu “companheiro” a tomar atitudes que ela deseja, como bem mostrou a cena que abriu o episódio. Além disso, Cersei pode ter perdido um pouco de influência sobre o filho (não conseguiu impedir, por exemplo, a morte de Ned), mas conhece Joffrey e é a única capaz de lhe dar um tapa sem perder a cabeça.
.

Cersei, por sinal, é a pessoa mais lúcida daquela corte. Sabe que os Lannisters estão perdendo a guerra e da importância de ter Arya para uma posterior barganha. A Rainha-mãe sabe do seu real poder ali (“Power is power!”) e mais do que isso, sabe que o conhecimento da verdade não salvou a vida de Ned ou de Jon Arryn. Por que, então, o tal do Littlefinger haveria de estar protegido por causa disso? Cersei provou o contrário e rendeu a melhor cena do episódio. Ao mesmo tempo, será interessante ver um possível confronto com Tyrion, bem mais seguro e destemido agora como a Mão do Rei. Peter Dinklage continua fantástico com um personagem que não é bom mas se mostra mais são e íntegro que o restante de sua família.

Já Robb Stark deve ser a pessoa que mais sabe o que está fazendo. Intimida Jaime com a verdade, envia um mensageiro com uma proposta de paz que sabe não ser possível de ser aceita mas que serve como distração enquanto o norte se reagrupa e tenta uma aliança com Renly e seus cem mil homens. Surpreendeu aqui como Robb já se mostra um líder a ponto de ponderar a respeito do resgate das irmãs em King’s Landing e sabe que muito mais está em jogo.

Por fim, pouco pudemos ver de dois dos meus personagens preferidos. Jon Snow parece que nasceu pra tomar lições (“Do you wanna lead one day? Then learn how to follow!“) e sua função na temporada ainda não está delineada. O mesmo pode ser dito de Daenerys, perdida num deserto com um pequeno grupo, mas com a capacidade de tomar decisões quase intacta. Gostei de ver principalmente sua certeza de que ninguém tomara o seu dragão, para onde quer que ela fosse.
.

Também poderá gostar de:
Game of Thrones 1×10: Fire and Blood
Game of Thrones 1×09: Baelor
Game of Thrones 1×08: The Pointy End

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: