Skip to content

The Good Wife 3×17: Long Way Home

13/03/2012

.
Alicia Florrick ficou nostálgica. A possibilidade de voltar a morar na sua casa antiga, aquela onde passou os melhores anos de sua vida, viu os filhos crescerem e o casamento ser construído e destruído, mexeu com as perspectivas da protagonista. Ela que de repente se viu tendo que virar a nova chefe da família, teve a vida colocada de cabeça pra baixo e assumiu a nova posição com força e sem medo, havia se esquecido um pouco de como era ser uma dona-de-casa e voltar a morar naquele local seria, nas palavras dela, estranho.

E acho que seria mesmo. A família já possui outra dinâmica, o casal não vive junto, os filhos tiveram o amadurecimento forçado acompanhando o que veio naturalmente com a idade e, convenhamos, Alicia não tem mais tempo e disposição pra cuidar de uma casa daquele tamanho. Além de que seria como fingir que tudo voltaria a ser como era antes, só que jamais seria.

Aliado a isso, surgiu o esperto subplot envolvendo Caitlin. A moça parecia apenas uma carreirista que daria dor de cabeça a Alicia e que nós já amávamos odiar. Cresceu rápido dentro da firma, é sobrinha de David Lee (outro que não é muito flor que se cheire mas que eu adoro mesmo assim), soube atuar e intimidar a nossa protagonista. Mas Caitlin se revelou como uma Alicia do passado, uma promissora advogada, cheia de fé na família e no casamento, mas com pouca ambição para as realizações profissionais.

Alicia foi tão forte quando disse que a moça se arrependerá um dia da escolha que fez que eu tive mais certeza ainda de que a volta dela aos tribunais foi apenas uma questão de tempo e não algo que surgiu devido ao escândalo envolvendo Peter. Só sinto pela saída de Caitlin, uma boa personagem interpretada pela ótima Anna Camp e que cumpria bem a função de competir com Alicia desde que esta foi deixada por Cary. Mas confio nos roteiristas.

Já o caso da semana trouxe ninguém menos que Dylan Baker de volta como o irresistível Colin Sweeney. Dessa vez não havia nenhum assassinato envolvido e sim uma disputa no campo empresarial. Mas claro que com um personagem tão ardiloso não demora até que tudo se torne um escândalo sexual. Gostei principalmente de ver ambos os lados constrangidos com as mentiras de seus clientes, e também do final, meio irônico e bizarro, mas super coerente com o universo que a série criou para este personagem.
.

Também poderá gostar de:
The Good Wife 3×16: After the Fall
The Good Wife 3×15: Live from Damascus
The Good Wife 3×14: Another Ham Sandwich

4 Comentários leave one →
  1. 14/03/2012 9:48

    Confesso que fiquei meio decepcionado ao saber que a Caitlin vai sair. A série preparou tanto o terreno para um atrito com Alicia, que já esperava muito da personagem. Veremos que o terço final da temporada nos reserva.

Trackbacks

  1. The Good Wife 3×18: Gloves Come Off « Melhores Coisas
  2. The Good Wife 3×19: Blue Ribbon Panel « Melhores Coisas
  3. The Good Wife 3×20: Pants on Fire « Melhores Coisas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: