Skip to content

Atividade Paranormal 3 [Paranormal Activity 3]

27/10/2011


Falar “Bloody Mary” três vezes dentro de um banheiro com a luz apagada nunca foi tão assustador como em Atividade Paranormal 3. O que era pra ser algo engraçado e que já foi até usado como piada em outras produções, torna-se amedrontador só ao ser mencionado, provando que a certa altura, o filme cumpre muito bem a sua proposta de apavorar o espectador.

Esta terceira parte volta até o ano de 1988 para mostrar a infância das irmãs Katie e Kristi, protagonistas do primeiro e do segundo filme, respectivamente. As duas moram com a mãe e com o padrasto, um homem que filma casamentos e que decide espalhar cãmeras pela casa ao suspeitar de algo estranho ao mesmo tempo em que Kristi desenvolve uma amizade supostamente imaginária com um ser chamado Toby.

Saindo consideravelmente do formato que marcou o primeiro filme, com cãmeras estáticas filmando os personagens dormindo, a parte 3 traz algumas inovações sempre bem-vindas para evitar o dejá-vu, como uma cãmera em cima de um ventilador, algo que resulta em algumas das melhores cenas do filme. Há também uma aposta maior nas sequências com a câmera na mão, o que o assemelha em alguns momentos mais a filmes como A Bruxa de Blair do que às demais partes da trilogia.

Apesar de seguir a fórmula dos anteriores e de usar alguns sustos fáceis, o roteiro brinca em vários momentos com a quebra de espectiva; não só com aqueles sustos que vêm logo depois de um longo silêncio mas também quando pensamos saber de onde virá o próximo. Além disso, há também alguns elementos de humor, algo inédito na série, mas que geram aquele riso nervoso, de quem sabe que o pior ainda está para acontecer.

O longa não consegue criar uma escalada de tensão tão perfeita como a vista no primeiro e o final, que tenta explicar a origem das assombrações, decepciona por obrigar o espectador a imaginar uma grande parte da história. Mas Atividade Paranormal 3 se justifica na medida em que se amarra com o universo da série e tenta trazer novos elementos tanto na forma quanto no conteúdo.
.

Também poderá gostar de:
Crítica | O Homem do Futuro
Crítica | Melancolia
Crítica | Vejo Você no Próximo Verão

6 Comentários leave one →
  1. 28/10/2011 10:13

    marcus!!!! sabe o que eu descobri??!! que tu comentou no meu post sobre o cd da britney há um tempão! e era você! e hoje a gente se conhece. não é lindo?

  2. 20/01/2012 17:34

    Marcos, me tire uma dúvida….
    Na realidade já tem alguma coisa na casa antes das meninas brincarem de Blody Mary. não é mesmo?!
    Acredito ser um demônio….
    Na sua opinião, Mas a Mary acaba aparecendo mesmo??? ou é o Demonio?
    E afinal de contas, que porcaria de entidade é essa (Toby) que persegue as meninas???
    Abraço….

Trackbacks

  1. Filmes assistidos – outubro de 2011 « Melhores Coisas
  2. O Preço do Amanhã « Melhores Coisas
  3. Os Especialistas [Killer Elite] « Melhores Coisas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: