Skip to content

Rookie Blue 2×01: Butterflies

29/06/2011

**CONTÉM SPOILERS**


Um ano talvez tenha sido tempo demais para Rookie Blue. Durante esses meses, mesmo com o início da summer season, eu me esqueci completamente da série, incluindo do seu final de temporada. Assim, com o início dessa premiere, foi dificil me lembrar em que ponto estavam as vidas de Andy McNally e seus companheiros rookies e nem teve um previously para ajudar. Só sei que no momento em que o episódio começou, eu recordei porque me apeguei fácil a essa série.

Rookie Blue nunca foi uma obra especial ou muito envolvente. Teve uma primeira temporada que começou muito bem e terminou irregular, mas que na maioria das vezes cumpriu aquilo que se propos a fazer. Com essa premiere, não foi diferente. Esteve de volta o triângulo amoroso Andy-Sam-Luke, com ela estando com o segundo mas claramente possuindo mais química com o primeiro. Luke continua sem sal e sem função a não ser o de obstáculo para o casal principal ficar junto.

A inclusão da nova detetive veio em boa hora, formando agora um quadrilátero amoroso. Nem ligo para a coincidência mór e aposto que ela e Sam vão ficar juntos e o casalzinho fadado a romper Luke/Andy vai ficar morrendo de ciúme.

Falando assim, nem parece que Rookie Blue é uma série sobre policiais, mas aqui tivemos um tiro logo de cara e em ninguém menos do que a protagonista. Fiquei sem entender porque a Andy se abalou tanto com a morte da garota que conheceu 10 segundos antes. Do jeito que ela descreveu a cena, parecia que as duas eram melhores amigas.

Incomodou-me também o fato de o episódio ter sido novamente centrado apenas na Andy. Esse foi um problema enorme no primeiro ano da série, já que provavelmente perceberam que ela era mesmo a melhor personagem. Mas se existem outros recrutas, o mínimo que os roteiristas podem fazer é desenvolvê-los de alguma forma e isso fica difícil quando todos os capítulos giram em torno da protagonista. Nem digo isso pela Gail ou pelo Chris – os dois poderiam sumir e não fariam a mínima falta – e sim pela Traci, pela Noelle e até pelo Oliver.

De resto, Rookie Blue se mantém como um bom passatempo, um casinho da semana na maioria das vezes sem graça, mas com personagens carismáticos e que valem a pena assistir numa summer season pouco concorrida.
.
Também poderá gostar de:
Rookie Blue 1×12: InBlue e 1×13: Takedown
Rookie Blue 1×11: To Serve or Protect
Rookie Blue 1×10: Big Nickel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: