Skip to content

The Killing 1×13: Orpheus Descending

22/06/2011

**CONTÉM SPOILERS**

.
Eu assisto a The Killing no piloto automático e já esperava muito por este season finale. Não por ansiedade e sim, para poder finalmente terminar de vez essa série. Só isso explica o fato de eu não ter ficado revoltado e nem amado a forma como a série terminou sua temporada.

Claro que eu queria saber quem matou a Rosie, ver ceninhas de flashback de como tudo aconteceu, ficar emocionado com a familia dela recebendo a notícia, ver a Linden fazendo cara de dever cumprido, etc… Mas ao mesmo tempo, isso não me fez muita falta porque o mistério já deixou de ser interessante há tempos, quando decidiram que a série só funcionaria em looping, algo que ficou comprovado com essa primeira temporada terminando com o início de um novo arco.

Gostei bastante de todas as cenas com os pais da Rosie e o restante da família. O cara que faz o Stan é com certeza o melhor ator da série e realmente me emocionei com as suas cenas no hospital. Ainda teve a mãe em depressão que resolve fugir pra ver se esquece do problema, a tia que ainda se sente um pouco culpada por ter envolvido a sobrinha na história do Beau Soleil e o funcionário querendo novamente vingar a morte da garota podendo (novamente) cometer uma injustiça.

A investigação também seguiu os moldes daquilo que já tínhamos visto. Só achei estranho a Linden resolver investigar o carro só agora. Ela não havia reparado nos vidros escuros ou na quilometragem do veículo? E a cena em que os detetives caminham pela floresta quase chorando foi de um sentimentalismo implausível e que foge da abordagem fria da série.

Além disso, um possível envolvimento do Holder não faz o menor sentido se você parar pra pensar na forma como eles chegaram ao político. E é claro que iriam descobrir isso logo quando o caso passasse para um promotor. A única explicação seria o Holder, por algum motivo, querer apenas manchar a reputação do candidato, mas isso não explica sua decisão de jogar a carreira no ralo.

A impressão que tive foi que eles iriam mesmo fechar o mistério, mas com a segunda temporada confirmada, inventaram este cliffhanger para que a história continuasse. É muito provável que eu não volte no ano que vem. Adoro a Linden, curto os Larsen, mas não tenho paciência pra esse tipo de série cíclica que raramente chega a algum lugar. Um dia, alguém me conta quem matou a Rosie.
.

Também poderá gostar de:
The Killing 1×12: Beau Soleil
The Killing 1×11: Missing
The Kliing 1×10: I’ll Let You Know When I Get There

3 Comentários leave one →
  1. 22/06/2011 13:41

    Ahhhhhhhhh…. você desistiu da série. = (

    Ok, ela não acabou como esperado, mas ela é gostosinha mesmo assim (no conjunto da obra)

    Enfim, um dia eu te conto quem matou Rosie Larsen. hehehe

Trackbacks

  1. Balanço do mundo das séries em 2011 « Melhores Coisas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: