Skip to content

Comentários em série

12/05/2011

**CONTÉM SPOILERS**

.

The Killing 1×07: Vengeance

The Killing já voltou a ser chata. Depois de um ótimo capítulo na semana passada, a série retornou ao seu marasmo narrativo e novamente passa a apelar para recursos picaretas tentando enganar o espectador. O ótimo plot que fechou o episódio 6 terminou antes dos 15 minutos iniciais. Alguém entendeu aquela cena em que pai da Rosie simplesmente vai embora? Parece que aquilo tudo só serviu para dar mais um pista que leva a um novo cliffhanger que será desconstruído na semana seguinte. É um círculo vicioso que incomoda a quem procura por algo diferente e surpreendente. A mãe na verdade está mais vingativa do que o pai mas, sinceramente, duvido que aconteça algo mais sério. Porque, como disse antes, a série só propõe as situaçôes mas não consegue explorá-las direito. Pelo menos, nessa semana ficamos sabendo que a Sarah já está para se transferir há séculos e não o fez por causa de um outro caso. Daí vem toda a desconfiança da família quando ela agora novamente enrola para viajar. E a trama política? Alguém se importa com a votação sobre o projeto do candidato? Eu não.

.

.

Modern Family 2×21: Mother’s Day

Se esse episódio teve um ponto alto, com certeza foi a Gloria correndo desesperada atrás do Manny e chamando a Claire de Diablo! Lembro que fiquei se fôlego de tanto rir e voltei a cena diversas vezes porque foi simplesmente inesquecível. Esse núcleo, aliás, foi a melhor coisa do episódio. Até as crianças, que andavam meio chatas, conseguiram divertir ao perceberem o plano da mãe. Haley ainda se destacou ao querer substituir a Claire intimidando o Luke. Cameron soltou a melhor pérola do episódio: “Eu não amo rosa. O rosa que me ama”. E apesar dessa dinâmica entre o casal novamente beirar a caricatura, dessa vez foi com algo divertido e pertinente. Não teve como não rir com o Cameron tirando foto com as mamães e depois correndo para socorrer o cilcista que levou a bolada. Por fim, ainda teve o Phil completamente sem jeito tentando abraçar o Jay super emocionado com a receita da mãe. E depois fofocou pra todo mundo.

.

.

The Good Wife 2×21: In Sickness

Alicia demorou mas colocou seu marido pra fora. Foi preciso descobrir que ele transou com Kalinda para que ela finalmente resolvesse se livrar dessa relação que mudou sua vida pra melhor mas que continua trazendo sofrimento. E o momento pós-eleição foi bastante oportuno. Ao mesmo tempo em que pudemos ver o lado frágil da personagem, Alicia se manteve firme e decidida a não deixar ninguém se intrometer na sua escolha, seja com o próprio marido, seja com Jackie e Eli. Isso abrirá uma porta para Will ou será um cliffhanger para a terceira temporada. E conseguirá Alicia perdoar Kalinda? Torço muito para que sim. O caso da semana teve a sempre complicada relação entre as diferentes firmas, pequenas reviravoltas e a participação da sempre ótima Martha Plimpton. O único porém foram as cenas da Kalinda no hospital, que não se mostraram orgânicas a não ser que tenham alguma relação com os próximos capítulos.

.

.

Private Practice 4×20: Somenthing Old, Something New

Gostei dessa brincadeira que Private Practice aprontou. Logo de cara, o episódio insinua que Charlotte e Cooper não vão se casar e me deixa sofrendo durante o capítulo inteiro, tentando achar algo plausível que possa explicar aquilo. E como os dois formam o melhor casal dessa série, já rolou aquela revolta antecipada sem saber o que realmente iria acontecer. Foi bom pra mostrar que um diálogo pode ter milhares de significados sem seus diferentes contextos. Assim, ver os dois felizes foi tão que eu nem liguei muito pro fato de o motivo que o Cooper encontrou pra cancelar o casamento foi meio forçado e que os dois foram pra Las Vegas, o troço mais clichê do mundo. E ainda teve os pais dos dois simplesmente anunciando em conjunto que não queriam ver seus filhos casados, justamente um dia antes da cerimônia. Alguém teria coragem de fazer isso dessa forma? Foi meio nonsense. Outra situação  esquisita foi a da Violet. A mulher parecia estar sendo investigada por um crime contra a humanidade de tanta intimidação. E a forma como tudo foi conduzido pra lá de forçada. Até o próprio advogado parecia acusá-la ao invés de dar apoio. Duvido que as coisas aconteça assim na vida real. Com a Naomi eu não me importo e com Addison e Sam menos ainda. Mesmo separados, é impressionante como os dois conseguem irritar.
.

Também poderá gostar de:
The Killing 1×06: What You Have Left
The Killing 1×05: Super 8

One Comment leave one →
  1. 12/05/2011 22:36

    Eu ainda não vi esse episódio de The Killing, mas do jeito que estou amando a série (a melhor que estou vendo, junto com The Good Wife), acho difícil me decepcionar. Vamos ver.

    The Good Wife, como dito, está ES-PE-TA-CU-LAR. Julianna merece todas as honras porque ela está levando a série muito bem.

    Modern Family, enfim, está aquela gracinha de sempre. E sim, é um elogio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: