Skip to content

Comentários em série

24/03/2011

**COM SPOILERS**


How I Met Your Mother 6×19: Legendaddy

A participação do Trinity John Lithgow como o pai do Barney não foi necessariamente legendária, mas divertiu na medida do possível. O melhor foi a comparação entro o pai idealizado e o que ele de fato encontrou. O primeiro – praticamente uma versão mais velha do personagem – pareceu forçado num primeiro momento, mas fez sentido logo em seguida, quando a versão verdadeira apareceu. Seu pai era totalmente diferente do filho, com um vida normal. Mas na verdade, o que mais incomodou o Barney foi ver o irmão mais novo ter uma família e uma vida que ele nunca teve. Por isso, aquela cesta de basquete, objeto tão comum nos subúrbios norte-americanos, teve um simbolismo enorme. Enquanto isso, os defeitos dos demais amigos divertiram bastante, como a falta de mira da Lily. E ainda teve todos eles não querendo discordar do Marshall, mesmo quando este comete a heresia de dizer que a A Ameaça Fantasma é o melhor filme da série Star Wars. Foi de morrer de rir.

.

.

Community 2×18: Custody Law and Eastern European Diplomacy

Episódio fraco, não? Parece que estão tentando fazer a Britta ficar cool e forçaram um pouco a barra. Não foi engraçada, por exemplo, a tentativa de imitar a Britney. A personagem ficava melhor sendo a meio revoltada e talvez a mais normal de todo o grupo. A melhor coisa dessa história foram as caras e bocas que ela fez ao fingir estar chocada com o roubo da fita antes de ser flagrada pela câmera que o Abed colocou para fazer um documentário sobre a própria vida. Já o Chang querendo assumir a paternidade do filho foi melhor, mas ainda assim, como um todo, foi bem descartável, com destaque para ele perguntando ao Jeff se este queria adotá-lo e depois “raptando” as crianças erradas para em seguida colocar a culpa no próprio roomate. O prólogo e o epílogo também se destacaram, com os presentes sem noção para a Shirley e no fim, com uma pequena crítica à falsa sensação de companheirismo que os gadgets provocam. As pessoas parecem estar juntas, mas no fundo não estão.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: