Skip to content

Shameless 1×07: Frank Gallagher: Loving Husband, Devoted Father

28/02/2011

**CONTÉM SPOILERS**

.
Eu vivo dizendo aqui o quanto gosto da canalhice de todos os personagens dessa série e do politicamente incorreto na grande maioria das tramas. Por isso, achei meio forçado, pela primeira vez, o roubo de toda a carga do caminhão. Não era algo que eles realmente estavam precisando e foi completamente oportunista. Naquele momento, deixei de achar engraçado para ficar pensando na dívida que o caminhoneiro – provavelmente uma pessoa com recursos limitados – teria de arcar logo em seguida. A família daquele motorista não contou em nada e os Gallagher perderam um pouco o brilho durante alguns minutos.

Por outro lado, o plano para simular a morte do Frank foi ótimo, já que dessa vez eles estavam se defendendo de dois criminosos e salvando a vida do cara. Palmas para o roteirista que soube fazer uma pequena ligação entre as duas histórias com a carne sendo usada para simular o corpo. No fim, o roubo não foi tão dispensável assim.

Finalmente a Fiona aceitou um convite do Steve. Já estava começando a achar a personagem meio clichê demais, aquela que se preocupa muito com os irmãos e acaba esquecendo de si mesma. Fiona precisa ficar mais relax para afastar um possível fantasma da chatice que se apodera dela. Já Frank continua o mesmo: sua história só foi boa por causa dos outros e sua melhor cena, aquela em que ele quer vender o relógio para o judeu e termina falando até do Mel Gibson, não teve nada a ver com o núcleo principal.

Enquanto isso, a história do Ian caminhou bastante em duas direções que parecem absurdas, mas fazem muito sentido. Na primeira, a mulher do chefe descobriu que era traída, mas preferiu viver um casamento de fachada do que enfrentar a vida sozinha e a comunidade machista e preconceituosa em que está inserida. Na segunda, a atração mútua pelo rival pode parecer um pouco forçada, mas isso é bem comum quando um desejo é sufocado por tanto tempo.

Por fim, a Sheila é a única que tem uma trama realmente séria e confesso que me comovo com o seu drama. Nunca conheci alguém que sofresse dessa doença, mas consigo imaginar a vida dolorosa que ela gera.  Foi linda vê-la se amarrando e comemorando porque conseguiu dar 10 passos para fora de casa. Parece pouco, mas pra ela é um avanço enorme.

.
Também poderá gostar de:
Shameless 1×05: Three Boys e 1×06: Killer Carl
Shameless 1×03: Aunt Ginger e 1×04: Casey Casden

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: