Skip to content

Filmes assistidos – Janeiro de 2011

06/02/2011

Inspirado por um blog parceiro, resolvi fazer uma pequena lista com os filmes a que assisti no último mês, já me preparando para a cerimônia do Oscar, que acontece no dia 27 de fevereiro. Agora é correr pra tentar ver o máximo de filmes até lá.

.
FILMES EM CARTAZ
.
Além da Vida
(Hereafter, Clint Eastwood, EUA, 2010) — Contando três histórias sobre pessoas e suas relações com a morte, o filme não consegue estabelecer um bom ritmo na hora de alternar as linhas narrativas. Além disso, a ligação entre elas é fraca demais. Se não fosse Clint Eastwood na direção, tudo poderia ter ido por água abaixo. Nota 6,5. Trailer
.
Biutiful (Idem, Alejandro González-Iñarritú, México/Espanha, 2010) — O grande destaque é a atuação arrasadora de Javier Bardem (com uma merecida indicação ao Oscar), num filme denso e por vezes chocante. Mas o roteito arrastado e disperso tira um pouco a força que a obra poderia ter. Nota 7. Trailer
.
Desenrola (Idem, Rosane Svartman, Brasil, 2011) — Uma grata surpresa. Filme despretensioso sobre jovens e para jovens, trata de temas relevantes com grande naturalidade, e é cheio de personagens carismáticos e situações deliciosas. Não chega a ser um ‘As Melhores Coisas do Mundo’, mas é quase. Nota 8. Trailer
.
Lixo Extraordinário (Waste Land, Lucy Walker, João Jardim, Karen Harley, Brasil/Reino-Unido, 2010) — Demora um pouco para percebermos o poder que Vik Muniz pode ter ao decidir fazer sua obra utilizando o lixo e catadores do aterro de Jardim Gramacho. E é lindo poder assistir a essas mudanças experimentadas pelo artista e pelos personagens encontrados por ele. Pena que o final deixe algumas questões em aberto. Nota 8,5. Trailer
.
Tio Boonmee, Que Pode Recordar Suas Vidas Passadas (Lung Boonmee Raluek Chat, Apichatpong Weerasethakul, Tailândia/Inglaterra, 2010) — Depois de levar a Palma de Ouro em Cannes, a obra desse tailandês ganhou ares de cult, mas não consegui ver toda a genialidade percebida pelos críticos em geral. O problema não é sua história  surreal e sim o estilo contemplativo e um excesso de experimentalismo que torna tudo completamente entediante. Um grande sonífero. Nota 2. Trailer

.

OUTROS FILMES
.
Atração Perigosa (The Town, Ben Affleck, EUA, 2010) — Em seu segundo filme como diretor, Ben Affleck mostra que tem mais talento atrás das câmeras do que na frente delas, ainda que aqui consiga uma boa atuação como protagonista. Um bom filme tanto como thriller, quanto na hora de fazer uma discussão maior sobre a cultura do crime. Nota 7,5. Trailer
.
Robin Hood (Idem, Ridley Scott, EUA, 2010) — Ridley Scott decepciona mais uma vez com uma épico formulaico e cheio de furos no roteiro. A parte técnica é ok e as cenas de batalha empolgam, mas nada que já não tenhamos visto e revisto em outros filmes do diretor. Nota 5. Trailer
.
Simplesmente Complicado (It’s Complicated, Nancy Meyers, EUA, 2009) — Comédia engraçadinha, com algumas boas tiradas e que se beneficia muito do carisma de seu elenco principal, principalmente Meryl Streep e Alec Baldwin. Mas sua superficialidade não permite que seja mais do que uma boa sessão da tarde. Nota 6. Trailer

.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: