Skip to content

Comentários em série

01/12/2010

**CONTÉM SPOILERS**


The Walking Dead – 1.05: Wildfire

Mesmo que num ritmo bem lento, afinal, são só seis episódios, The Walking Dead é bem acima da média. Porque a série consegue aproveitar as situações criadas para extrair cenas emocionantes, como aquela em que Andrea dá um tiro na própria irmã. Ela não estava maluca ao passar a noite ali, sabia muito bem usar a arma e queria apenas ficar o máximo de tempo possível ao lado de Amy. Por isso foi triste vê-la querendo abraçar a irmã, enquanto esta tentava devorá-la. Quem também teve um fim triste foi o Jim, abandonado na estrada por desejo próprio. Ele ainda se preocupa em explicar que aquela era a vontade dele, e não mais um fracasso de Rick. Enquanto isso, ainda vimos uma novo lado de Shane, que vive com um sentimento de culpa enorme, ao mesmo tempo em que é capaz de mirar a arma para o amigo. Por enquanto, os dois ainda vivem uma guerra fria, já que Rick é extremamente grato. Na verdade, ele é bonzinho demais, e isso me incomoda um pouco. Rick ainda parece um xerife, é só ver a necessidade que ele teve de usar seu uniforme e recuperar o chapéu no episódio passado. No fim, fomos apresentados  a esse novo personagem, um cientista afetado psicologicamente por toda a tragédia que presenciou e também pela solidão, já que grava mensagens para uma pessoa que ele nem sabe se existe. E aquela luz nada mais é do que a luz no fim do túnel para aquelas pessoas desesperadas e, pior, desesperançosas.

.

.

The Good Wife – 2.08: On Tap

Passados oito episódios dessa temporada, eis que The Good Wife começa a desenvolver o triângulo amoroso que havia sido o clímax do ano passado, mas foi quase abandonado desde então. A Alicia, foi incumbida a tarefa de ouvir horas e horas de gravações vindas de grampos no telefone de um político, a fim de descobrir a origem da acusação sofrida por ele. No meio de tudo, ela ouve Will (um grande amigo do acusado)  falar sobre o a mensagem deixada no celular da advogada. Ainda em choque e num impulso, Alicia vai falar com ele, mas como o timing é importante, a atitude pode ter vindo um pouquinho tarde. É claro que Will simplesmente não esqueceu sua paixão só porque apareceu essa nova mulher em sua vida (que, por sinal, parece não querer nada muito sério, mas atende ás necessidades que ele tem no momento). Agora, o clima entre esse triângulo promete esquentar, já que Alicia sabe das intenções do chefe e ficou bastante balançada com o que escutou. O que também vai render muito é a decisão de Diane de abrir uma nova firma com o David Lee, abandonando Will e Derrick. E parece que ela não vai fazer isso com muita ética, já que aos poucos vem tentando “roubar” os clientes do seu atual escritório. Como ela bem disse, dificilmente Alicia deixará Will, seu antigo amigo e “caso”. De qualquer forma, não dá pra saber o que pode acontecer com a divisão dos sócios. A disputa entre Kalinda e Blake também vem tomando um rumo imprevisível, com a forma que ele a colocou na cena do crime contra o advogado. Difícil saber do que cada um é capaz de fazer para derrubar o rival, mas gosto dessa sensação de não fazer ideia do que vem por aí.

.

.

Modern Family – 2.09: Mother Tucker

Quem diria que o Phil pudesse sentir tanto o término do namoro da filha? Ele se identificou com a decepção amorosa sofrida pelo rapaz, quando era ele que ficava deprimido e tocava flauta, não guitarra. Adorei ver os dois ficando amigos e tomando sorvete por aí, fazendo com que o pai se tornasse a “outra” que usa um casaco horrível. Nem preciso dizer que a cena em que toda a confusão chega em seu ápice foi a melhor do episódio e no fim de tudo, Phil ajudou Dylan a seguir em frente (mesmo que Haley quisesse o contrário) e ainda continuou apoiando o ex da filha. Já a mãe do Cameron não conhece muito os limites  da relação com o marido do filho e fica se “aproveitando” dos dotes físicos do Mitchell. E mesmo com o puxão de orelha que Cameron deu, parece que a senhora não aprendeu nada , restando ao Mitchell aceitar as situações embaraçosas com a sogra. Na casa de Jay, as cenas foram mais sem graça, com exceção do final, quando Gloria percebe que cometeu um erro e surta no hospital, dizendo que sempre quase mata seus maridos. Mas se Jay não poderia tratar disso naquele momento, com certeza ele vai querer saber mais depois.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: