Skip to content

Dexter 5×10: In the Beginning

30/11/2010

**CONTÉM SPOILERS**

Dexter com certeza encontrou sua parceira ideal. Porque se Lumen não nasceu em sangue, como ele, ela renasceu no momento em que foi torturada e quase morta. Dessa forma, o mais interessante do capítulo foi ver Dexter transformando-a numa psicopata como ele e se excitando ao vê-la aprendendo e se preparando para matar.

A diferença é que Dexter foi meticulosamente preparado pelo pai para se tornar quem é hoje e por mais que eu deteste os insights do Harry, é inegável sua importância na vida do filho. Sem ele, Dexter teria facilmente se tornado mais um serial killer, e não um assassino de psicopatas. Assim, é interessante ver que o nosso protagonista deverá ter com Lumen a mesma dedicação que seu pai teve com ele,  ao mesmo tempo que encontrou uma pessoa parecida para amar e admirar. E se e a tensão sexual entre os dois já era percebida há um tempo, gostei que ela explodiu justo no momento em que Lumen se tornou o par perfeito para Dexter.

Enquanto isso, o rumo da investigação adicionou mais um elemento de tensão, já que Debra está descobrindo tudo, e bem mais rápido do que o próprio irmão poderia imaginar, como na cena em que ela diz tudo o que pensou e Dexter fica meio boquiaberto, sem saber o que dizer. Muitas vezes fico com um pouco de pena dos policiais investigando os casos e nunca chegando a lugar algum por serem sempre manipulados, por isso, dessa vez gostei de ver que eles podem sim, saber o que de fato está acontecendo.

Além da investigação indo na direção correta, Dexter e Lumen ainda vão ter de lidar com as descobertas do detetive, que agora já sabe de muita coisa com a ajuda da parafernália obtida no nome do Quinn e alguém duvida que ele é quem vai se ferrar no final? Mas o detetive não tem ideia do que realmente se passa na cabeça do casal, e  Dexter nem imagina que está sendo seguido.

Por fim, devo ressaltar também a capacidade da série de criar personagens complexos. Esse capítulo fez com que Jordan Chase entrasse pra galeria de maníacos psicopatas mas que possuem uma mente intrigante. E a relação doentia com a sua primeira vítima confirmou a tendência, já que nessa série, os antagonistas de Dexter sempre foram mais do que meros vilões. Espero que a série ainda mostre mais desses dois.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: