Skip to content

Comentários em série

10/11/2010

**CONTÉM SPOILERS**


Dexter – 5.07: Circle Us

Depois do capítulo frenético da semana passada, Dexter veio dessa vez a passos lentos, talvez até um pouco demais. Poucas vezes o tempo de um episódio demorou tanto a passar como neste aqui. Mas ainda assim achei satisfatório. Gosto da relação de Dexter e sua nova parceira. Nem ele sabe direito suas razões para ajudar Lumen. Mas entende os motivos que ela tem para querer fazer justiça com as próprias mãos, mesmo sabendo que o sistema pode condenar da mesma forma os homens que a fizeram mal. É visível também que Lumen vem nutrindo certa admiração por Dexter e é provável que a relação entre os dois não vá parar nessa simples parceria de vingança. Fiquei curioso pra saber mais desse grupo de amigos de infância que mata mulheres sabe-se lá desde quando. Fora isso, achei o restante dos acontecimentos meio desencontrados, com a mesma equipe investigando o caso das loiras nos barris e depois o da Santa Muerte, mas gostei da Deb tendo a atitude que lhe faltou antes. E pela primeira vez tive uma certa simpatia pelo casal formado com Quinn, já que agora parece que ele gosta mesmo dela, e não está apenas interessado em descobrir os podres de Dexter. E a LaGuerta metendo os pés pelas mãos e pior, sem assumir os próprios erros? Estou achando que ela vai perder o cargo em breve.

.

.

The Walking Dead – 1.02: Guts

Violento. Assim pode ser definido esse segundo episódio. E nojento também. Enjoei naquela cena em que eles cortam o zumbi em pedaços e se vestem com as tripas dele para pegar o cheiro. Mas The Walking Dead nunca se esquece de que seus personagens são mais importantes do que o gore e a violência, e os faz lembrar de que aquele zumbi era uma pessoa com uma vida normal, uma família e uma profissão, e que qualquer um deles pode terminar daquela forma. É triste. A cena em que eles devem passar por mortos-vivos foi tensa, mas o ator que faz o Glenn comprometeu um pouco o clima ao fazer cara de nojinho enquanto qualquer um ali estaria tremendo de medo. Mesmo sendo um babaca, fiquei com pena do cara que ficou algemado no prédio. Se o T-Dog fez questão de que os zumbis não entrassem no terraço, também se assegurou de que Dixon não pudesse sair. Agora o cara vai ficar ali até morrer de inanição. Gostei de saber que os dois grupos estão ligados e entendi a revolta da Andrea ao perceber que podia ser morta por causa do Rick, já que ela estava aparentemente a salvo e foi pra cidade ajudar os outros. Não sei quanto tempo se passou desde que os zumbis se proliferaram, mas putz, a Lori mal perdeu o marido e já está transando com o amigo dele. E nem adianta ela tirar o colar do pescoço pra poder demonstrar respeito. Quero ver o que ela vai dizer quando os dois se reencontrarem.

.

.

Community – 2.07: Aerodynamics of Gender

Olha, eu gostei desse capítulo, ri bastante com as duas histórias paralelas. Mas ao mesmo tempo preciso dizer que ver uma paródia em todos os episódios cansa um pouco e banaliza a piada. Se fosse mais esporádico, a gente ficaria mais surpreso e e as tiradas, mais marcantes. Mas eu gostei do capítulo, principalmente da história do Abed com as garotas. Morri de rir com a Annie querendo fazer uma colisão de seios, mas um dia ela ainda chega lá. Pior foi o trio de losers se achando as gostosonas só por causa do Abed, mal perceberam que as próprias estavam virando as “bulliers” da faculdade. Melhor ainda foi o Señor Chang rindo de tudo e até se engasgando. Já Troy e Jeff descobriram um lugar secreto em que puderam relaxar numa cama elástica mantida por um funcionário nazista. Isso só até o Pierce descobrir o lugar e destruir toda a experiência vivida pelo dois.

.

.

Private Practice – 4.07: Did You Hear What Happened to Charlotte King?

Como esperado, o capítulo da semana girou em torno do ataque que Charlotte sofreu no fim do anterior, e o clima foi mais pesado do que eu esperava. Ela é estuprada mas resolve fingir um assalto para evitar uma humilhação maior. Mas ao fazer isso, coloca em risco a segurança de outras mulheres que podem vir a ser atacadas pelo mesmo homem. As cenas do Sheldon foram interessantes para mostrar a importância de se fazer a denúncia, e por mais que Charlotte confiasse em Addison, esta deveria ter contado a verdade. Primeiro pela obrigação legal; segundo, pela obrigação moral. É fato que as duas vão sofrer com esse segredo, já que não vão ter com quem conversar e com o passar do tempo, Charlotte vai se arrepender de não ter sido sincera. Achei um pouco exagerado ela ainda ser alérgica a anestésicos e ainda não poder tomar remédios porque já foi viciada (Só eu não sabia disso?). Mas as cenas foram todas com bastante delicadeza e poucas vezes me emocionei com Private Practice como nesse episódio. Pra variar, ainda tivemos um momento mala de Addison com Sam (putz, que casal chato!), e gostei de terem citado o trauma da Violet, quando ela disse que aquilo alí era como se fosse o Vietnã para ela. A Amelia continua sem função e não posso deixar de destacar o trabalho da Kadee Strickland, que faz a Charlotte. Soube aproveitar a chance e mandou muito.

3 Comentários leave one →
  1. Carol permalink
    12/11/2010 9:34

    Estava esperando terminar de ver The Walking Dead pra comentar.

    Dexter – Realmente foi um episódio morno, mas gostei pq ele fez uma puta preparação pro próximo. Desde o cara que vai continuar a investigação sobre a Lumen, o grupo lá dos amigos de infancia e até o caso da Santa Muerte que é completamente aleatório nessa temporada.. Geralmente os casos principais da série no final se ligam com o que está acontecendo com o Dexter, mas nessa temporada é totalmente random.

    TWD – Sei lá.. Não simpatizei tanto com a série. Não senti nojo nenhum daquela parte. Aquele corpo cortado parecia brinquedo, nao me chocou. Achei chatos esses personagens novos e nada carismáticos. Aquele policial é burro e me irrita tb. E os outros personagens tb são chatos, a mulher do policial é a maior piranha e o amigo dele é um filho da puta. Aposto que eles já estavam juntos antes disso acontecer.
    Estou frustrada por nao saber quanto tempo se passou.
    Só vou continuar vendo a série pq pode ser que melhore e a primeira temporada tem só 6 episódios. É fácil suportar se eu continuar achando ruim.

    Private Practice – Achei muito foda. A série estava precisando de um acontecimento tão grande assim pra sair da mesmice que estava. Estou doida pra ver o próximo episódio! A atuação da Charlotte foi sensacional e eu gosto muito da personagem.
    Só acho triste que a formula pra essa série ficar interessante é sempre a mesma. Alguma trajédia com personagens principais. Charlotte já é a terceira! Isso já encheu um pouco o saco.
    E Sam e Addison. Já detesto os dois pelo motivo que já contei pra vc e além disso, eles são chatos.

    Comentei pra cacete hein!
    haha!

    • 12/11/2010 11:57

      Nossa, achei TWD muito boa! Como assim vc não sentiu nojo naquela cena? Eu enjoei fácil ali. Concordo que a grande maioria dos personagens precisa de mais carisma mesmo, inclusive o protagonista. Mas putz, é mega tensa e bem feita essa série. Mas continua vendo sim!

      Como vc disse, Private Practice só fica boa quando tem tragédia, mas quem deveria morrer é o Sam, muuuito chato ele.

      Escreveu uma biografia hein! Só falta ver Community!

      • Carol permalink
        12/11/2010 13:13

        Falando nisso eu escrevi traJédia!
        Kill me!
        Ou melhor.. Kill Sam!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: