Skip to content

Comentários em série

23/09/2010

**CONTÉM SPOILERS**


Glee – 2.01: Audition

Depois de um fim de temporada bem mais ou menos, Glee voltou com um episódio bastante divertido. Logo no início, talvez a melhor parte, a série mostrou a que veio com uma sequência engraçadíssima em que o garoto do blog entrevista os membros do clube, culminando na revolta do Kurt e o suco na cara, como de praxe. E a introdução também serviu para mostrar o que aconteceu no verão dos personagens. Novamente, a dupla Sue e Will roubou a cena armando para a nova técnica de futebol, foi inusitado ver os dois rindo juntos. Mas claro que Sue passa dos limites e Will, sempre fazendo o bonzinho, volta atrás. Os dois personagens novos ainda não me conquistaram. Sunshine talvez nem volte, e a achei com pouco carisma, o que é uma pena, porque ela tem um nome engraçado e sua origem na Indonésia poderia trazer ótimos conflitos culturais. Já o Sam parece ter sido introduzido para ser o par de Kurt, portanto, sua história ainda será desenvolvida. Nos dois casos, o playback descarado me incomodou um pouco, mas sei que não dá pra fugir muito disso. Finn continua péssimo com a aquela cena meio ridícula tentando uma vaga nas Cheerios e Rachel voltou a ser meio bitch, gostei de vê-la se sentindo ameaçada. E o que dizer da briga entre Santana e Quinn? Mais alguém achou que elas se machucaram de verdade?

.

.

How I Met Your Mother – 6.01: Big Days

Mesmo estando em franca decadência, Ted e cia. novamente decepcionaram. Por se tratar de um começo de temporada, esperava-se algo novo, que mostrasse um recomeço ou indicasse um plot para mais episódios, principalmente depois das críticas que a série tem recebido. Ledo engano. Se antes a gente percebia um esforço para fazer rir, ou uma preocupação em contar uma boa história, nesse Big Days está tudo no piloto automático, como se a série estivesse cansada. Ted praticamente não teve história. Barney quase passou batido e mesmo assim me irritou, seu único momento engraçado foi o Hi 6, e mesmo assim muito de leve. Já Robin toda baranga e na fossa conseguiu divertir, ainda mais na hora em que prova que ainda é gostosona. Por fim, Lily e Marshall vão pelo caminho que eu temia, o mais óbvio possível. Aposto que eles vão ficar a temporada inteira tentando engravidar e tendo aqueles momentos constrangedores típicos de quem passa por isso. Pelo menos tivemos a cena em que ele sai do escritório para fertilizar a esposa, a parte em que eu realmente ri em todo o episódio. Espero que esse season premiere  tenha sido apenas um desvio e que a temporada realmente engrene daqui pra frente.

.

.

The Event – 1.01: I Haven’t Told You Everything

Essa vontade das emissoras em achar o novo Lost já vem cansando desde o ano passado e, convenhamos, não tem dado certo. The Event é a mais nova série que sofre com essa comparação e que não deveria ter sido vendida assim. O promo de alta qualidade fez com que eu ficasse bastante interessado, mas as expectativas só foram cumpridas em parte. Pra quem não sabe, a série mostra três histórias praticamente paralelas e que devem se encontrar em algum momento. Um dos acertos foi a edição com várias digressões no tempo e narrativa ágil, mesmo que ás vezes ficasse um pouco confuso na hora de montar a ordem dos acontecimentos. Os personagens não são muito cativantes, na verdade só me simpatizei pelo casal que faz o cruzeiro, o resto, ficou meio “Who cares?” O excesso de perguntas prejudicou um pouco o todo, já que em vários momentos vemos os personagens apenas falando de coisas que eles sabem, mas nós não. Assim, nós não descobrimos nada junto com os protagonistas. Mas o pior mesmo foram os segundos finais, quando de repente aparece uma luz e o avião é abduzido. Sinceramente, achei um pena, já que até ali o capítulo vinha ok, sugerindo algum tipo de conspiração, cheia de reviravoltas e surpresas. Resolveram apelar para uma luz tosca, e estragaram o que já não estava muito bom. Com certeza verei o próximo para saber se The Event será o próximo FlashForward ou se tem chances de virar pelo menos uma série interessante.

.

.

Hawaii Five-0 – 1.01: Pilot

Eu não iria ver esse piloto, já que esse não é o tipo de série que eu curto e nunca tinha ouvido falar do seriado original da década de 60. Mas depois das ótimas críticas, resolvi dar uma olhada e posso dizer que não me arrependi. A série conta a história de Steve McGarret, que resolve investigar o assassinato do pai. No meio de tudo, conhece Danny Williams, um outro policial que logo se torna seu parceiro. Os dois ainda recebem a ajuda de Chin Ho Kelly, que teve a carreira arruinada depois de uma denúncia de corrupção, e de Kona Kalakaua, que está prestes a se formar na academia de polícia. O melhor desse piloto foi a química entre os protagonistas, com diálogos muito bem escritos e sequências bem humoradas. Além disso, as cenas de ação são quase sempre muito bem feitas, como pede um seriado desse tipo. Com certeza, foi uma boa surpresa nesse fall season.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: