Skip to content

Comentários em série

06/07/2010

**COM SPOILERS, OF COURSE**


The Hard Times of RJ Berger – 1.02: Yes, We Can’t

Esse segundo capítulo pode não ter tido muita graça, mas soube contar uma boa história. Claro que aquilo dos alunos d ecidirem o que fazer com o dinheiro foi exagerado e implausível, mas pelo menos divertiu. Adoro as tiradas da série e as referências como Facebook, Twitter e Steve Jobs, aproximando a história do mundo real. Continuo adorando os amigos do RJ. Aliás, o que foi aquela tarada que rendo ser a Monica Lewinsky? Genial. Ainda acho que falta carisma ao protagonista, o ator é sério demais e até meio bocó. E gostei do desfecho meio inesperado, mostrando que as eleições estudantis não são muito diferentes das eleições para cargos públicos.

.

.

Louie – 1.01: Pilot

Essa série acaba de ganhar o título de melhor comédia do midseason. Criada e estrelada por Louis C.K., um stand-up comedian de Nova York, ela conta a história do próprio, que é separado e tem duas filhas. Intercalando trechos do show do protagonista com cenas da sua vida, a série encontrou um estilo bem peculiar e simples, com situações do cotidiano, mas que se tornam engraçadíssimas quando mostradas daquele jeito. Gostei da visão ácida e, de certa forma, pessimista da vida, como a piada sobre casamento e a história do cachorro. Além disso, a série é cheia daqueles momentos constrangedores, que podem ocorrer com qualquer um, mas quando assistidos aqui, elevam a vergonha alheia ao extremo. Porém, o ponto alto foi mesmo a cena com a vizinha e sua nudez “iminente”. Impagável.

.

.

Rookie Blue – 1.01: Fresh Paint

Esse foi mais um piloto a que assisti e gostei. Não gosto muito de comparações entre séries, mas posso dizer que essa aqui seria uma Grey’s Anatomy de policiais. A história é a de cinco novatos em uma delegacia de polícia e o piloto gira em torno do primeiro dia deles como policiais. Três deles conhecem seus novos parceiros, com muitos anos na rua, ficando evidente a diferença de comportamento e da profissão. Vemos, então, suas dificuldades no primeiro dia, abuso de poder, piadas e percebemos com eles que as coisas não são como pensavam. A comparação com Grey’ vem também dos prováveis relacionamentos que surgirão, estão lá o flerte, as relações patrão-empregado etc. E também tem um clima quase sempre leve, mesmo se passando em uma delegacia. O elenco é quase todo bastante eficiente e parece ser uma série bem feita. Gostei.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: