Skip to content

Comentários em série

14/06/2010

**COM SPOILERS, OF COURSE**


The Good Wife – 1.23: Running

Num ano com estreias dramáticas fracas, The Good Wife foi a melhor surpresa. Com um nome pouco sugestivo (mas que na verdade é irônico), e parecendo mais um drama jurídico, a série surpreendeu trazendo sempre um bom caso do dia, sem deixar de lado a trama principal de Alicia Florrick. Este season finale demonstrou bem todas as qualidades da série. Gostei da forma como a história principal conseguiu incluir todos os personagens de alguma forma: Kalinda e seu caso com o policial, Diane batendo de frente com o perito, Cary já adorando a situação de opositor da firma, e até a construção do triângulo amoroso com o Will e a estudante foi muito bem construído. A série é extremamente bem escrita e atuada, e apesar de ter um personagem preferido, fiquei curioso com o bom cliffhanger que deixaram: Peter ou Will?

.

.

Drop Dead Diva – 2.01: Would I Lie to You?

Jane e cia. não decepcionaram na estreia da segunda temporada de Drop Dead Diva. É claro que essa é uma série bobinha, tudo é simplório, o final é sempre feliz e os casos jurídicos na maioria das vezes apelam para a pieguice, com a protagonista “comovendo” o júri. Essa premiere não fugiu disso, mas a gente esquece tudo porque a série é muito simpática, bem atuada, os personagens são carismáticos e o texto tem algumas tiradas ótimas. Sem falar na cena impagável que abriu esse episódio, um musical divertidíssimo com direito a uma participação da Paula Abdul. O cliffhanger do marido da Jane poderia ter sido mais bem explorado, mas a cena com a personagem “descobrindo” estar apaixonada pelo marido compensou, e adorei a volta do Fred. Por essas e outras que essa série me conquistou, porque é uma história leve e que não se leva a sério.

.

.

Persons Unknown – 1.01: Pilot

Outra boa estreia foi a dessa minissérie na NBC, uma trama de mistério que tenta pegar os fãs órfãos de Lost. Sete pessoas são sequestradas e colocadas numa cidadezinha fantasma sem fazer a mínima ideia do motivo. O episódio não perdeu tempo e colocou de cara os personagens confinados no hotel fantasma, mas achei o comportamento dos protagonistas meio forçado e estereotipado, não pareceram reações de pessoas normais que estariam naquela situação.  Além disso, falta carisma aos personagens (não guardei o  nome de nenhum), ficando difícil se identificar e torcer para eles. Por outro lado, a história tem um bom clima de suspense, e fiquei bem curioso para saber que rumo vai tomar. E o fato de ser uma minissérie já nos dá um certo alívio de que não haverá enrolação na resolução dos mistérios.

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: