Skip to content

Um filme no “É Tudo Verdade”

17/04/2010

Fui no Arteplex assistir a um filme no É Tudo Verdade, festival de documentários que acontece desde a semana passada e termina no próximo domingo. Fui completamente sem saber a qual filme iria assisir, só descobri o nome quando peguei o ingresso. Acabei vendo Terra Deu, Terra Come, de Rodrigo Fonseca e só fui saber do que se tratava na hora em que o próprio diretor apareceu lá e falou um pouco sobre o trabalho.

Fonseca foi até Quartel do Indaiá, interior de Minas Gerais, e observou uma comunidade remanescente de um quilombo e totalmente desligada do resto do mundo. Falando um português ainda influenciado pela origem africana, o velho Pedro de Alexina, uma espécie de líder local, ajuda o diretor a mostrar aquela cultura e sua presença ali é imprescindível. Garimpeiro de mais de 80 anos, o senhor conta histórias que misturam a vida e a morte, a realidade e a ficção. Muito do que ele diz permite mais de uma interpretação e gera dúvidas. E isso não é um problema em um gênero comprometido com a verdade, já que essa é uma característica dos costumes daquele povo, ajudando, portanto, a compôr o retrato daquilo que se quer mostar.

O ponto alto do filme é o enterro de um senhor de 120 anos, um ritual rico, singular e feito com muito cuidado. Para eles, Deus e Diabo convivem à luz do dia e é preciso encomendar a alma do morto.  Pedro de Alexina canta músicas fúnebres em um dialeto chamado “banguela” e diz que é provavelmente a última pessoa a conhecê-lo.

O final guarda ainda uma pequena surpresa que, além de complementar tudo o que havia sido exibido antes, torna aqueles costumes ainda mais interessantes. Além disso, Pedro de Alexina afirma que sente muito a extinção daquela cultura, predominantemente baseada em músicas, porque os jovens não querem mais cantar. E nós, ao fim da projeção, terminamos por sentir o mesmo.

*

Atualização: no dia seguinte ao que escrevi esse post, Terra Deu, Terra Come foi o vencedor da mostra brasileira do festival. Ou seja, tive muita sorte em assistir justamente a esse filme.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: